segunda-feira, 23 de outubro de 2006


no seu mundo de criança
a cor felicidade
escorria pelos dedos
pintores de céus
e poesias que nasciam
esparramadas pelo chão

4 comentários:

m.t. disse...

asas e raízes
colorindo a imaginação
: era sonhar
para viver num mundo bom
essa tal felicidade

Luzzsh disse...

"Cor felicidade" anda rara por aí....têm acontecido uns dias meio cinzas....se sobrar dessa cor por aí, me manda num potinho? ....

Beijos....

tb disse...

por isso que é bom ler-te, poeta!

Marilena disse...

leio escorrendo pela boca o gosto colorido da poesia que roubo daquele chão . lindo.