segunda-feira, 31 de julho de 2006



yves klein

portanto
eu sei
por detrás dos meus medos
habitar um ladrão de sonhos
inconfesso sepulcro
dessa aridez incontida
(na palma das tuas mãos
eu colheria flores)

2 comentários:

tb disse...

e que bom é viver com essa certeza que reconforta...
abraço

bell disse...

vim matar minha saudade de ti...