sexta-feira, 2 de maio de 2008


porque éramos chuva
sabiam meus ombros
tua tristeza ninar

porque éramos loucos
sorriam meus olhos
sem medo de te amar

porque fizemo-nos tantos
faltaram-nos mundos

não conseguimos voltar

2 comentários:

Camilinha disse...

lindo de viver!!!

beijos daqui...

Juliana Caribé disse...

Tantas histórias se perdem assim, pela ânsia de serem vividas...

Beijos.