sábado, 5 de abril de 2008



por dentro da alma
onde só os ossos conhecem o silêncio
daquilo que nos entrelaça ao acaso
escreve meu nome
que eu pinto um arco-íris no teu jardim


imagem de patrice besso

4 comentários:

Juliana Caribé disse...

Achei lindo!
O arco-íris do meu jardim tá meio desbotado...
=(

Beijos.

alex pinheiro disse...

E disso o nome da gente vai sendo pintado em tudo quanto é lugar,,, que eu não me contento com um arco-íris (doença! rs).

Abraços e dependentes invenções!

Minina disse...

a coisa, qdo deve ser, é tão ítima q fala, e por isso retoma, ancestralidades: alma, silêncio, osso.

ame i.


té!

Mulher na Janela disse...

do nome escrito, fica o algarismo do amor.

um beijo.

Iara