domingo, 22 de fevereiro de 2009



imagem de yolanda velázquez


acolhido por memórias
um homem só
recorta nuvens

enquanto o poente
alheio a tudo
refugia andorinhas

2 comentários:

Valéria disse...

se juntarmos isso tudo dá um nós... a gente que é sempre conjunto das coisas todas...
beijo moço querido

Mulher na Janela disse...

eu queria um poente só meu.
minhas andorinhas não têm casa. e choram.

beijos...